Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. Clarice Lispector
Escrevo como se estivesse dormindo e sonhando: as frases desconexas como no sonho. É difícil, estando acordado, sonhar livremente nos meus remotos mistérios.Clarice Lispector

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Te busquei...


Te busquei.

Te busquei em diferentes lugares.

E sempre esteve ao meu lado.

Habitava meus sonhos.

Me protegendo.

Me colocando sob suas asas.

Me consolando.

Um anjo.

Meu anjo.

Anjo que vivia em meus sonhos.

Tão real que quase podia tocá-lo.

De repente o sonho que não é mais sonho.

O sonho se tornou realidade...

O anjo se tornou humano.

E além de anjo é meu amor.

É meu amigo.

Que me conhece.

Que me entende.

Que me ama.

Anjo de doce olhar.

De doces palavras.

Anjo arrebatador.

Roseli A.

terça-feira, 29 de junho de 2010

O que dizer?...


O que dizer?

Quando não se tem palavras.

O que negar?

O que pensar?

O que dizer?

Quando o azul não é azul.

Quando o olhar não é mais o mesmo.

Quando o querer não é querer.

O que dizer?

Quando tudo para, e até o que não para insiste em querer parar.

O que dizer?

Quando o que se diz não quer dizer nada.

O que dizer?

Quando o nada é tudo, e se dissolve como as águas que correm para o mar.

O que dizer?

Sem resposta...

Sem palavras...

Sem saber o que dizer sigo a procura de uma resposta.

Resposta que está cravada na memória.

Que diz que a maré vai embora para poder ter o que dizer...

Sem ter o que dizer.

Fico em silêncio.

Pensando.

Buscando palavras...

Nilce Léa Lobato

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Amor...


Encontro de almas.

Almas predestinadas a se encontrarem.

Almas que se buscavam.

Almas que se reconhecem

E não se sentem mais sozinhas.

Um encontro de amor.

Amor que chega suavemente.

Amor envolvente.

Que traz contentamento.

Amor embevecido de paz.

Amor pleno.

Um amor além da eternidade.


Roseli A.

Uma vez mais...


video