Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. Clarice Lispector
Escrevo como se estivesse dormindo e sonhando: as frases desconexas como no sonho. É difícil, estando acordado, sonhar livremente nos meus remotos mistérios.Clarice Lispector

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Me conta...


Me conta...
Da dor que angustia o teu peito

E eu te contarei...
Do remédio que te curará

Me conta...
Dos segredos guardados em ti desde criança

E eu te contarei...
Como saltar esse grito preso em tua garganta

Me conta...
Do que não fizestes por medo

E eu te contarei...
Da coragem guardada em ti

Me conta...
Dos teus anseios

E eu te abrirei todas as portas pra que possas entrar

Malu Monte

http://malumonte.blogspot.com/

2 comentários: